Sabendo-se que cada ser humano é um mundo de complexidades com diferentes tipos de personalidades, é preciso incorporar um verdadeiro psicólogo e até mesmo colocar em prática as artimanhas de um malabarista para lidar com clientes difíceis.

Afinal, o foco deve estar sempre nas vendas e nos novos negócios, estabelecendo uma relação adequada com os consumidores — independentemente de eles estarem afobados, ansiosos ou agressivos.

No entanto, para conduzir bem a negociação, é preciso seguir algumas técnicas, como mostraremos neste post.

Venha conosco e aprenda 5 dicas imperdíveis para entender bem o estado emocional do seu cliente.

1. Mantenha a calma

A serenidade e a devida paciência para ouvir o que o seu cliente almeja com suas críticas referentes a determinados produtos devem nortear a condução do diálogo.

Demonstre várias alternativas que possam resolver a demanda do consumidor, sempre com equilíbrio emocional para não se deixar abalar por conta de um possível mau humor ou deselegância por parte do cliente difícil.

Uma boa dica é se distanciar no momento em que o consumidor realizar as suas escolhas, deixando-o bem a vontade na busca pelos produtos desejados.

2. Ouça e dê a atenção necessária

Saber ouvir é uma boa resposta para clientes difíceis, principalmente para se esquivar de atitudes arrogantes, prepotentes ou tons elevados de voz.

Para isso, mesmo que as palavras estejam inconvenientes ou contrárias aos seus valores, é preciso destinar uma atenção ao consumidor, já que ele é a razão do seu desafio para realizar uma boa venda e até mesmo uma pós-venda em um futuro próximo.

3. Adapte-se ao estilo do cliente

Logo no primeiro contato com o seu cliente, já é possível notar traços da personalidade que o ajudarão na condução da sua venda.

Caso a pessoa seja séria, atue da mesma maneira. Se o consumidor for mais extrovertido, abra espaço para uma conversa informal, inclusive entrando em assuntos esportivos ou de lazer.

Enfim, fique atento aos sinais do cliente para realizar um atendimento de excelência.

4. Foque na solução

Frequentemente, clientes difíceis querem resolver logo a compra, de olho na otimização do tempo.

Portanto, faça de tudo para solucionar de uma forma inteligente e vantajosa a venda, contribuindo para os devidos ganhos de ambas as partes.

Nesse quesito, também vale a pena acompanhar todos os processos da negociação, desde a pré-venda até a pós.

Seja atencioso para resolver tudo o que for necessário, apresente vários produtos ou faça um acordo em caso de uma possível reclamação.

5. Estabeleça limites

Apesar de o cliente ter quase sempre a razão, é preciso estabelecer limites em momentos de agressividade, desrespeito, insatisfação ou impaciência em graus extremos.

Afinal, clientes difíceis podem gerar estresse e desgaste que, muitas vezes, não compensam a negociação ou a venda.

Por isso, se a questão de como lidar com clientes difíceis chegar a um estágio de descontrole, converse com seus superiores para um diálogo mais eficiente que possa representar até mesmo no rompimento do contrato ou cancelamento da venda.

Lembre-se de que o respeito deve sempre ser uma premissa nas relações humanas.

Após conhecer essas dicas para lidar com clientes difíceis, que tal aprender a investir no marketing para pequenas e médias empresas? Baixe agora mesmo o nosso e-book!