Em tempos de competição feroz, é mais do que vital manter um olho no seu próprio negócio e outro no concorrente, para ver o que mercado está fazendo. E não estamos falando de reprisar a célebre frase “nada se cria, tudo se copia”, mas, sim, de estudar pontos de melhoria e até de aproveitar ideias para incrementar a sua atuação.

Questões como preço, serviços, posicionamento de mercado, entre outras, devem estar no horizonte de qualquer empresário.

Veja exemplos de como realizar uma excelente análise da concorrência!

Descubra quem são seus concorrentes

O passo inicial dessa ação é identificar quem são os seus concorrentes. Para se obter um diagnóstico mais completo, pode-se utilizar a análise SWOT, expressão em inglês que significa: Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças).

Ela baseia-se em análises internas e externas dos cenários do mercado em que se está inserido, tornando possível definir bem quem são seus principais competidores.

Utilize o cliente oculto

Após definir com quem se está competindo, podemos partir para os exemplos práticos de análise da concorrência, e um que é bastante utilizado é o cliente oculto.

Essa técnica consiste em um prospect visitar uma empresa com intuito apenas de pesquisa, vendo como é o produto, as formas de apresentação, o atendimento e demais pontos envolvidos. É uma ação altamente proveitosa e que possibilita ter uma dimensão daquilo que já está bom e do que precisa melhorar.

Saiba os preços que o mercado está praticando e também o mix de produtos

Outra questão que nunca pode fugir aos olhos do empresário é o fator preço. Esteja sempre atento ao que o concorrente está praticando, seja por visita física, seja por pesquisa em sites ou mesmo em redes sociais.

Nessa análise, observe também o mix de produtos que seus competidores estão oferecendo e quais os diferenciais envolvidos. O ponto aqui é agregar valor ao seu negócio, criando perspectivas para ampliar sua variedade de opções.

Veja como está o posicionamento da marca

Seguindo a trilha acima, você já descobriu como seus concorrentes têm se comunicado com o público-alvo deles. Esteja atento às estratégias de marketing e ao posicionamento de marca que os competidores praticam.

Você quer ser visto como sua concorrência? Com essa análise, é possível descobrir os caminhos para fidelizar mais, criando vínculos mais fortes com seus clientes.

Facilite a análise da concorrência utilizando ferramentas práticas

Para depurar todos esses métodos, é preciso ter ferramentas adequadas a cada tipo de negócio e ocasião.

Se o seu mercado é mais restrito, uma planilha com atalhos para atualização dos dados pode desempenhar bem esse papel.

Porém, se você trabalha com concorrência em alta escala, recorrer a um programador e utilizar a técnica do Big Data é um bom caminho, ganhando tempo na absorção e no entendimento das informações.

Saber o que seus concorrentes estão fazendo e utilizar isso a seu favor é essencial para qualquer negócio atualmente. Colocando as dicas acima em prática, você poderá obter diagnósticos precisos.

Convencido da importância da análise da concorrência para o seu negócio? Compartilhe sua opinião nos comentários!